Um Navio Imponente

Aproveitando nosso próximo evento que será realizado esse mês na praia de Ipanema aqui no Rio de Janeiro, trazemos um pouco sobre um navio que foi encontrado por um fazendeiro chamado Oskar Rome em 1903 e que posteriormente foi visitado pelo arqueólogo Gabriel Gustafson.

Exposições de Oslo Viking

O Museu do Navio Viking em Bygdøy serve como o cais para três navios Viking originais: O navio Oseberg (de cerca de 820 dC), o navio Gokstad (por volta de 890 dC) e o navio Tune (por volta de 900 dC). O museu apresenta vários objetos que foram encontrados na escavação de Oseberg em 1904. Estes incluem trenós, camas, uma carruagem, esculturas de madeira e restos de têxteis. Também estão expostos os restos mortais do homem enterrado com o navio Gokstad e as duas mulheres que foram encontradas no túmulo de Oseberg.

O museu do navio Viking pode parecer surpreendentemente pouco sofisticado, mas o espaço de exibição prático permite pelo menos que os navios e artefatos contenham suas intrigantes histórias de 1100 anos livres de distrações.

Museu Histórico de Oslo tem uma exposição permanente que abrange a Era Viking, com foco na vida dos Vikings como agricultores, comerciantes e guerreiros. A mitologia nórdica e os costumes funerários também são cobertos. Entre os destaques da exposição estão o único capacete (conhecido) que resta da era Viking, e o maior tesouro de ouro da Noruega desse período.

O navio Oseberg é particularmente agradável e quem o construiu se utilizou de ótimos recursos para que o navio fosse decorado.

Oseberg Stavn
Proa do navio de Oseberg. © Museu de História Cultural, UiO / Eirik Irgens Johnsen.

Decorado com ornamentação animal

Grande ornamentação animal foi cortada da quilha, muito abaixo da linha da água, e para cima ao longo da proa que termina em uma espiral de serpente. Navios ricamente ornamentados provavelmente foram reservados para pessoas especiais da classe alta.

Espaço para 30 remadores

O navio Oseberg podia navegar e remar. Há 15 buracos de remo de cada lado com 30 remadores, ou seja, o navio estava totalmente tripulado. Além disso, um timoneiro que fica ao leme e o vigia que fica na proa. Os remos são feitos de pinheiro e em alguns deles foram encontrados vestígios de decorações pintadas. Não há vestígios de desgaste neles, então talvez foram feitos especialmente para o funeral.

Feito de carvalho

O navio Oseberg foi construído no sudoeste da Noruega por volta do ano 820. É feito de carvalho e cada tábua de madeira sobrepõe-se à outra e são unidas por pregos de ferro. O lado do barco consiste em 12 tábuas. Abaixo da linha d’água, eles têm apenas dois a três centímetros de espessura. As duas tábuas superiores são um pouco mais grossas. O convés do navio é feito de tábuas de pinho soltas. O mastro também é feito de pinho e tem entre 10 e 13 metros de altura.

O navio Oseberg no Museu do Navio Viking. © Museu de História Cultural, Universidade de Oslo / Eirik Irgens Johnsen

Sites Utilizados para a Confecção do Texto:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s